Fiéis ao Bom Jesus

9º DIA: DOMINGO DA PÁSCOA Bênção da casa: mesa pronta, toalha limpa, flores, luzes e canções

9º DIA: DOMINGO DA PÁSCOA

Bênção da casa: mesa pronta, toalha limpa, flores, luzes e canções

Ambientação: Preparar uma vasilha com água, ramo para aspersão, flores, além de outros elementos que proporcionem um ambiente alegre e festivo. Se possível, pode haver um espaço especial para a imagem ou estampa do Senhor Ressuscitado. Pode-se fazer esta oração antes do almoço festivo. Para este dia especial, colocar nas janelas da casa flores e toalhas.

ACOLHIDA

Saudação Inicial
Dirigente:
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
Todos: Amém.
Dirigente: Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam sempre conosco!
Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

Invocação ao Espírito

Dirigente: Nós nos reunimos com alegria para encerrar nossa Novena de Páscoa. Que grande graça viver uma Semana Santa em família! Graça maior ainda, a graça das graças é saber que a morte não teve a palavra final, pois Cristo ressuscitou! Na alegria de celebrar a nossa vitória na Páscoa de Jesus, invoquemos o Espírito Santo cantando: (enquanto se canta, acende-se a vela:)
Vem, Espírito Santo, vem! Vem iluminar!
1. Nossos caminhos vem iluminar, nossas ideias vem iluminar,nossas angústias vem iluminar, as incertezas vem iluminar.
2. Nossa Páscoa vem iluminar, nossa oração vem iluminar. Nossa família vem iluminar, todo o mundo vem iluminar.

Oração

Dirigente: Oremos (num instante em silêncio, os participantes apresentam seus pedidos a Deus). Ó Deus, por vosso Filho Unigênito, vencedor da morte, abristes hoje para nós as portas da eternidade. Concedei que, celebrando a ressurreição do Senhor, renovados pelo vosso Espírito, ressuscitemos na luz da vida nova. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Todos: Amém.

OUVIR A PALAVRA

Canto
Aleluia, aleluia, a minh’alma abrirei. Aleluia, aleluia, Cristo é meu Rei.

Palavra de Deus

Do Evangelho de Jesus Cristo segundo João (20,1-9)
1No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. 2Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: ‘Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram.’ 3Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. 4Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. 5Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou. 6Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão 7e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte. 8Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu, e acreditou. 9De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura, segundo a qual ele devia ressuscitar dos mortos.

MEDITAR A PALAVRA

Leitor 1: “O Senhor desperta, para acordar e reanimar a nossa fé pascal. Temos uma âncora: na sua cruz, fomos salvos. Temos um leme: na sua cruz, fomos resgatados. Temos uma esperança: na sua cruz, fomos curados e abraçados, para que nada e ninguém nos separe do seu amor redentor. No meio deste isolamento que nos faz padecer a limitação de afetos e encontros e experimentar a falta de tantas coisas, ouçamos mais uma vez o anúncio que nos salva: Ele ressuscitou e vive ao nosso lado. Da sua cruz, o Senhor desafia-nos a encontrar a vida que nos espera, a olhar para aqueles que nos reclamam, a reforçar, reconhecer e incentivar a graça que mora em nós. Não apaguemos a mecha que ainda fumega (cf. Is 42, 3), que nunca adoece, e deixemos que reacenda a esperança. Abraçar a sua cruz significa encontrar a coragem de abraçar todas as contrariedades da hora atual, abandonando por um momento a nossa ânsia de onipotência e possessão, para dar espaço à criatividade que só o Espírito é capaz de suscitar. Significa encontrar a coragem de abrir espaços onde todos possam sentir-se chamados e permitir novas formas de hospitalidade, de fraternidade e de solidariedade. Na sua cruz, fomos salvos para acolher a esperança e deixar que seja ela a fortalecer e sustentar todas as medidas e estradas que possam nos ajudar a salvaguardá-la e a salvaguardar. “Abraçar o Senhor, para abraçar a esperança. Aqui está a força da fé, que liberta do medo e dá esperança.” (Papa Francisco, 27.03.2020).
Todos: Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou. Eu vejo sua luz no povo, por isso alegre estou!
Leitor 2: Mesmo nos momentos mais difíceis, onde a morte parece reinar, a força da Vida se manifesta. O site de notícias G1 publicou um desses casos: “Em São Paulo, uma pesquisadora resolveu criar uma campanha de ‘adoção’ de idosos para aplacar a solidão da quarentena. A iniciativa é de Marília Duque, que faz doutorado em envelhecimento e o uso de smartphone e descobriu que muitos idosos usam celular. Ela criou um site em que detalha a ação e dá orientações para acompanhar os idosos. Entre elas, estão: mandar mensagens de manhã, de tarde e de noite, perguntar se está bem, se dormiu; ficar disponível para conversar; e dar orientações sobre como buscar ajuda médica, caso necessário.”
Todos: Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou. Eu vejo sua luz no povo, por isso alegre estou!
Leitor 3: Vamos refletir:
1. Um túmulo vazio pode significar muita coisa. O olhar de Pedro não vê nada, mas o do discípulo amado leva à crença na Ressurreição do Senhor. Diante das dificuldades da vida, qual tem sido o nosso olhar?
2. Mesmo em meio à situação difícil que vivemos, temos visto em diversas circunstâncias a força da Ressurreição presente em nosso meio. Quais são os casos que testemunham a força da vida mesmo no meio dessa pandemia?

REZAR A PALAVRA

Dirigente: Nossa fé na ressurreição de Jesus nos anima a permanecer de pé em meio às cruzes da vida. Roguemos, com fé, pedindo perseverança na caminhada:
Todos: Senhor, fortalecei nossa esperança!
1. Conduzi, Senhor, todos os cristãos, para que com suas palavras e obras sejam testemunhas de que Cristo ressuscitado é a esperança de um mundo novo.
2. Fortalecei, Senhor, todos os que lutam contra as situações de morte, para que não desanimem diante das dificuldades da caminhada.
3. Inspirai, Senhor, em nossa família o propósito de continuar unida em oração, agora que terminamos esta Semana Santa em família. (Preces espontâneas)
Dirigente: Ó Deus, Vida Verdadeira, ouvi compassivo as preces dos vossos filhos e fazei-nos homens novos transformados pela ressurreição de Jesus Cristo, vosso Filho. Por Cristo, nosso Senhor.
Todos: Amém!

CONTEMPLAR A PALAVRA

Dirigente: No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer ao pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia de Deus e o invoquemos para que se digne abençoar esta água que vai ser aspergida sobre nós, recordando o nosso batismo. (Todos dirigem sua mão direita para a vasilha com água enquanto se reza a oração de bênção da água:)

Oração de bênção da água

Dirigente: Com esta bênção da água, relembramos Cristo, água viva e o sacramento do Batismo, no qual renascemos pela água e pelo Espírito Santo. Toda vez, portanto, que formos aspergidos com esta água, ou usarmos água benta, com o sinal da cruz, ao entrar na igreja ou em casa, estaremos dando graças a Deus por seus dons inefáveis, e implorando o seu auxílio, para conservarmos firme, em nossa vida, o sacramento, que recebemos com a fé.
Oremos: Bendito sois, Senhor, Deus todo-poderoso, que vos dignastes abençoar-nos em Cristo, água viva de nossa salvação, e reformar-nos interiormente, concedei-nos, junto com a aspersão e o uso desta água, renovar a juventude de nossa alma e sempre poder caminhar na vida pela graça do Espírito Santo. Por Cristo, nosso Senhor.
Todos: Amém.
(Algum familiar asperge água sobre si e os demais, enquanto e canta um dos cantos a seguir:)

Opção 1: Banhados em Cristo
Banhados em Cristo, somos uma nova criatura. As coisas antigas já se passaram, somos nascidos de novo. Aleluia, aleluia, aleluia

Opção 2: Água viva
1. Eu te peço desta água que tu tens, é água viva, meu Senhor. Tenho sede, tenho fome de amor e acredito nesta fonte de onde vens. Vens de Deus, estás em Deus, também és Deus, e Deus contigo faz um só. Eu, porém, que vim da terra e volto ao pó, quero viver eternamente ao lado teu. És água viva, és vida nova e todo dia me batizas outras vez. Me fazes renascer, me fazes reviver. Eu quero água desta fonte de onde vens

Dirigente: Que esta água lembre o nosso Batismo e o Cristo que nos salvou por sua Morte e Ressurreição.
Todos: Amém.

DESPEDIDA
Dirigente: Agora, rezemos juntos, como o Senhor nos ensinou:
Todos: Pai Nosso…
Dirigente: Peçamos também a proteção da Virgem Maria, a Senhora da Glória, com a tradicional antífona mariana do tempo pascal:
Todos: Rainha dos céus, alegrai-vos, aleluia! Pois o Senhor que merecestes trazer em vosso seio, aleluia! Ressuscitou como disse, aleluia! Rogai a Deus por nós, aleluia!
Dirigente: Nós estivemos, estamos e estaremos sempre reunidos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo!
Todos: Amém!
Dirigente: Bendigamos ao Senhor! Aleluia, aleluia!
Todos: Graças a Deus! Aleluia, aleluia!

9º DIA: DOMINGO DA PÁSCOA Bênção da casa: mesa pronta, toalha limpa, flores, luzes e canções
Clique para Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS LIDAS

To Top