Notícias

MOVIMENTO PELO LAGO DE PEIXOTO SE JUNTA AO TODOS POR FURNAS

MOVIMENTO PELO LAGO DE PEIXOTO SE JUNTA AO TODOS POR FURNAS

Com a grande repercussão que o Todos Por Furnas alcançou no começo do ano, moradores das cidades do entorno do Lago do Peixoto se juntaram ao movimento do Lago de Furnas, em prol de uma causa comum, estabelecerem cotas mínimas para que as respectivas represas operem com uma cota mínima necessária para garantir as diversas atividades que dependem do recurso hídrico. 

Várias atividades dependem do Lago de Furnas

Várias cidades como Cássia, Passos, São João Batista do Glória, São Sebastião do Paraíso, Itaú de Minas, Pratápolis, Delfinopolis, Claraval, Fortaleza de Minas, Capetinga, São Thomaz de Aquino, Franca e até mesmo Ribeirão Preto se  beneficiam dessas águas, sustentando a economia e gerando investimentos na região. Além do ecoturismo, a região do Lago do Peixoto se destaca pela piscicultura, e na produção de soja, milho, sorgo, feijão, banana e abacaxi. 

Segundo estudos feitos na região, para que todos os setores citados anteriormente funcionem é necessário que o lago de Peixoto esteja formalizado com uma cota mínima de 663.44 metros acima do nível do mar. Tal volume de água é fundamental para a manutenção da balsa de travessia entre Cássia e Delfinópolis, que necessitam do transporte para escoamento da produção, por exemplo. Antenado nesta movimentação, o Porta Voz entrevistou Fernando Fernandes um dos líderes do Lago de Peixoto. 

OPZ: Atualmente a que nível o Lago do Peixoto está operando? 

Fernando Fernandes: Hoje o Lago de Peixoto está operando com 663.90 metros acima do nível do mar, ultrapassando a cota mínima solicitada que é de 663, porém desde  2014 Peixoto vem sofrendo com níveis muito baixos. Em alguns momentos chegamos a 12% de seu nível, hoje operamos com 79.25%.

OPZ: Como vocês chegaram ao Todos por Furnas?

Fernando Fernandes: Todos por Furnas é um sonho que vínhamos almejando e buscando a algum tempo. A ideia inicial seria a formação de um grupo de Peixoto, porém percebemos que a luta deles coincidiam com a nossa, concluindo com isso que juntos somos mais fortes.

OPZ: De que maneira uma pauta impulsiona a outra? 

Fernando Fernandes: Acreditamos que os objetivos de Furnas são os mesmos do que os nossos. Peixoto precisa que seja estabelecida a cota mínima 663 metros e Furnas de 762, para que ambas possam funcionar em todos os aspectos, geração de energia, piscicultura travessia da balsa de Delfinópolis, ecoturismo, escoamento e irrigação da agricultura local. Fluindo assim como uma engrenagem perfeita, respeitando todo ecossistema e sem prejudicar a economia das nossas regiões.

OPZ: Por que a causa gera tanta adesão das pessoas e por que é necessário a sociedade se mobilizar?

Fernando Fernandes: Minas Gerais é um dos mais belos estados de nosso país e apesar de não termos acesso ao mar, temos lugares paradisíacos ao longo de nossos lagos formados pelo Rio Grande,  gerando um turismo de primeiro mundo e aquecendo a economia dos municípios da região. 

A sociedade está se mobilizando por acreditar na importância dessa luta, por saber que só com o equilíbrio de todos os aspectos voltaremos a estar em harmonia com o meio ambiente.

OPZ: Como tem sido a movimentação política em torno do assunto?

Fernando Fernandes: Hoje temos o apoio de políticos, entre eles vereadores, deputados e senadores que foram sensibilizados por esta grande mobilização em nossa batalha. A movimentação política tem sido através das PEC 52 e da PL 3480 e de cobranças de autoridades contra o desrespeito e descaso dos órgãos reguladores sobre as águas do lago de Peixoto e Furnas.

OPZ: Os dois movimentos estão preparando um Projeto de Lei que vai ser entregue às autoridades. Poderia explicar melhor? 

Fernando Fernandes:  Peixoto e Furnas estão trabalhando num projeto de compromisso dos pré-candidatos regionais assumindo um apoio total com nossa causa. Portanto, por se tratar de um ano de disputas a prefeitos e vereadores precisamos respeitar datas eleitorais. 

Enquanto esperamos este período  continuamos  pela coleta de assinaturas na aprovação das PL 3480/2019 e da  PEC 52/2020 para garantirmos nosso principal tema e pedirmos à toda população direta ou indiretamente ligada que nos ajudem votando pela internet, digitando pelo Google PEC 52/2020 e PL3480/2019.

OPZ: Com o cenário da pandemia, qual é a expectativa relação a demanda de Furnas e Peixoto? 

Fernando Fernandes: Se por um lado a pandemia parou todos os projetos de lei no Senado e Congresso, o “fique em casa” pode ser um aliado, onde as pessoas por meio de seu smartphone podem fazer seu papel social e colaborar com nossa votação sem se expor a algum tipo de risco. Temos a certeza que esta luta será conquistada mostrando a força que os  mineiros têm.

MOVIMENTO PELO LAGO DE PEIXOTO SE JUNTA AO TODOS POR FURNAS
Clique para Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS LIDAS

To Top