Notícias

OMS VOLTA A ESTUDAR HIDROXICLOROQUINA PARA TRATAMENTO DE COVID-19

OMS VOLTA A ESTUDAR HIDROXICLOROQUINA PARA TRATAMENTO DE COVID-19

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, 08, o diretor executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, afirmou que a entidade continua a monitorar os números de seu estudo clínico Solidariedade e também outras investigações sobre a hidroxicloroquina, para determinar se o uso da hidroxicloroquina continuará a ser testado ou não, de acordo com a revista Isto É. No dia 22 de maio, um artigo publicado na revista científica The Lancet, uma das mais respeitadas do mundo, fez com que vários estudos com o medicamento fossem suspendidos, inclusive os da OMS. 

A pesquisa realizada com 96 mil pacientes com covid-19, alguns tratados com o medicamento, afirmava que os que receberam o tratamento apresentaram maior risco de morte e alteração no ritmo cardíaco. No entanto, a análise foi questionada pela comunidade médica pela falta de qualidade nos dados fornecidos pela empresa Surgisphere, o que levou três dos autores a retirem o estudo da publicação, conforme a Isto É . Também na coletiva, a chefe do departamento de doenças emergentes da OMS, Maria Van Kerkhove, afirmou que pacientes assintomáticos possuem pouco potencial de transmissão do vírus.  

Alguns médicos como Nise Yamaguchi, que chegou a ser cotada para o Ministério da Saúde, advogam o uso da hidroxicloroquina e cloroquina para o tratamento de pacientes com sintomas leves da doença. Ainda não há conclusões a respeito do fármaco, mas com os últimos acontecimentos ele volta a ser uma hipótese. Em 20 de março, a empresa suíça Novartis já havia prometido uma doação de 130 milhões de doses de 200 mg do medicamento até o final de maio. Segundo a Jovem Pan, o compromisso foi reafirmado na última segunda, 05. 

OMS VOLTA A ESTUDAR HIDROXICLOROQUINA PARA TRATAMENTO DE COVID-19
Clique para Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS LIDAS

To Top