Notícias

POLÍCIA CIVIL CONCLUI CASO BACKER, 11 PESSOAS SÃO INDICIADAS

POLÍCIA CIVIL CONCLUI CASO BACKER, 11 PESSOAS SÃO INDICIADAS

Após cinco meses de investigação, a Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito que investigou os casos da síndrome nefroneural provocados pelo consumo de cerveja do Grupo Backer. Os dados foram apresentados na manhã desta terça-feira, 09. Com o fechamento da investigação, 11 pessoas foram indiciadas por homicídio culposo – sem intenção de matar – lesão corporal e intoxicação de produto alimentício por mono e dietilenoglicol. 

A possibilidade de sabotagem já havia sido descartada pelos investigadores. De acordo com a Polícia Civil, havia um grande vazamento em um tanque da Belorizontina, mas os donos da cervejaria não poderiam responder criminalmente por esse vazamento. O inquérito ouviu mais de 70 pessoas. Os indiciados foram divididos em grupos de investigação de acordo com a atuação na cervejaria. 

A primeira testemunha mentiu no depoimento e foi indiciada por falso testemunho e extorsão. O chefe da manutenção por homicídio culposo, contaminação e intoxicação ao se omitir e não agir para controlar a reposição da substância. Seis responsáveis técnicos, ligados diretamente à produção da cerveja, responderão por homicídio culposo, lesão corporal culposa e contaminação de produção alimentícia.  No último, o grupo responde dolosamente. 

Do núcleo gestor, três sócios da empresa foram indiciados pelos atos pós-produção. Eles foram autuados no artigo 64 do Código de Defesa do Consumidor, por não realizar recolhimento do produto que poderia apresentar risco ao consumo. E também pelo artigo 272, contaminação de produto alimentício e manter as cervejas em estoque, além de não cumprir recall do Ministério da Agricultura (Mapa). Nos dois crimes, esse grupo responde dolosamente.

Fonte: O Tempo

POLÍCIA CIVIL CONCLUI CASO BACKER, 11 PESSOAS SÃO INDICIADAS
Clique para Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS LIDAS

To Top