novidades-noticias-pre-campanha-oportavoz-proibido-tvopz-atodproibidos-na-pre-campanha
OPZ POLÍTICA

PEDIR VOTOS DURANTE PRÉ-CAMPANHA, ENTRE OUTROS ATOS, É PROIBIDO

PEDIR VOTOS DURANTE PRÉ-CAMPANHA, ENTRE OUTROS ATOS, É PROIBIDO

Os candidatos a prefeito e vereador serão definidos oficialmente pelos seus partidos até o dia 26 de setembro, que é o prazo para registro das candidaturas junto à Justiça Eleitoral. No dia seguinte, a campanha política começa formalmente. Até lá, os pré-candidatos podem mencionar suas eventuais candidaturas; fazer participação no rádio, na TV e na internet; usar suas redes sociais, exaltar suas qualidades pessoais e se posicionar politicamente acerca de assuntos de interesse público. 

Apesar dessa flexibilização, que ocorre desde 2016, ainda existem algumas regras que proíbem pré-candidato de realizar uma série de atos, que  podem acarretar responsabilização posterior dos então candidatos. Assim, a Lei das Eleições proíbe que no período de pré-campanha, os futuros concorrentes ao pleito façam:  

Pedido expresso de voto: é terminantemente proibido que o pré-candidato peça votos abertamente e de forma velada, como, por exemplo, o pré-candidato insinuar que conta com o apoio dos eleitores no dia da eleição, ou algo do tipo. 

Utilização de elementos de marketing que sejam utilizados na campanha:  um slogan utilizado durante a pré-campanha não pode ser reaproveitado na campanha. O mesmo vale para redes sociais, cores, marcas, logos e tudo mais que possa criar uma relação entre a campanha e a pré-campanha.

Divulgação do número de disputa: as pessoas que se candidatam aos cargos de vereador só recebem o número com o qual irão concorrer após a convenção de seus partidos. Porém, durante a pré-campanha,  não se pode divulgar nem o número do partido. A regra vale também para os candidatos a prefeito, cujo número é o do próprio partido.

Propaganda paga em rádio e TV: o  pré-candidato pode ser convidado gratuitamente para participação em programas, assim como mencionamos na matéria do que é permitido. Porém é vedado que tal participação tenha relação financeira.

Gastos na pré-campanha

Os atos de pré-campanha não podem demandar altos custos para o pré-candidato. Isso quer dizer que os valores gastos na pré-campanha não podem ser maiores ou iguais aos que serão empregados durante a campanha. Quando isso ocorre, há a possibilidade de reconhecimento de caixa 2 e abuso de poder econômico pela Justiça, podendo levar à cassação do mandato dos eventuais eleitos.

Já conhece a TV OPZ?

O sucesso da sua campanha política começa na qualidade do seu material. Em Campo Belo, a TV OPZ oferece diversos pacotes de serviços para esta tarefa. Modernos estúdios para gravação de áudio e vídeos para atender às suas demandas. Trabalhamos com a técnica de chroma key, onde você pode inserir imagens e cenários virtuais aos seus vídeos. 

Também oferecemos a criação de todo o conceito da sua campanha, desde o planejamento do material gráfico até a fase final, entre vídeos de campanha, fotografia, artes, imagens, entre outros serviços. Fazemos transmissões de lives e elaboramos jingles políticos. Também trabalhamos com gravação de programas de rádio e televisão. Venha fazer sua campanha de sucesso aqui na TV OPZ. Entre em contato pelo whats (35) 9 98198784.

Fique bem informado com as nossas notícias. Acompanhe nossas redes socias:

Facebook
Instagram
YouTube
Whats App

PEDIR VOTOS DURANTE PRÉ-CAMPANHA, ENTRE OUTROS ATOS, É PROIBIDO
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Vistos

To Top