agricultori_cursdeguvernare_ro_70867400_34380000
OPZ RURAL

SUÍNO VIVO SEGUE EM ALTA, MERCADO DE SOJA APRESENTA DISTORÇÃO NOS PREÇOS

SUÍNO VIVO SEGUE EM ALTA, MERCADO DE SOJA APRESENTA DISTORÇÃO NOS PREÇOS

Por: Gusttavo Henrique Almeida

De acordo com os dados divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), depois de caírem com força entre março e abril, os valores do suıńo vivo iniciaram um movimento de recuperação em todas as praças acompanhadas, que segue firme. Segundo colaboradores do Cepea, neste mês, a alta nas cotações tem sido intensificada pela baixa oferta de animais em peso ideal para o abate. Do lado da demanda, a reabertura parcial do comércio em importantes regiões consumidoras em junho segue favorecendo a procura por carne suıńa ao longo de julho.

Além disso, as exportações brasileiras da proteıńa continuam registrando bom desempenho, o que tem limitado ainda mais a disponibilidade doméstica. Outro fator que tem influenciado as altas do suıno vivo é o elevado preço do boi gordo no mercado brasileiro. Segundo pesquisadores do Cepea, as cotações dos produtos suinıćolas, de modo geral, tendem a acompanhar as movimentações dos valores no mercado de bovinos.

Diante disso, em algumas regiões, especialmente nas de Minas Gerais, os valores médios do suıńo se aproximam dos patamares recordes reais da série do Cepea (iniciada em 2002) – os valores foram deflacionados pelo IGP-DI. Já em termos nominais, ou seja, sem considerar a inflação, em muitas praças, o animal já é negociado nas máximas da série do Cepea.

Nem vai, nem fica… está bom

Sem oferta e com a postura retraída dos produtores, o mercado brasileiro de soja tem apresentado distorção nos preços e escassos negócios nas principais praças do paıś .As cotações são praticamente nominais e a movimentação se resume a operações nominais. No porto de Rio Grande, o preço atingiu R$ 119,00. Em Cascavel, no Paraná, o preço subiu para R$ 112,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca aumentou para R$ 117,50.

Gusttavo Henrique

Em Rondonópolis (MT), a saca permaneceu em R$ 110,00. Em Dourados (MS), a cotação ficou em R$ 111,00. Em Rio Verde (GO), a saca estabilizou em R$ 107,00. Na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT), a semana foi positiva. Os contratos com vencimento em novembro reagiram e se situam na casa de US$ 9,00 por bushel ou US$ 330,69 ( t ) ou US$ 19,84 / sc. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vem anunciando quase que diariamente vendas por parte de exportadores privadas para o mercado chinês.

Fique bem informado com as nossas notícias. Acompanhe nossas redes socias:

Facebook
Instagram
YouTube
Whats App

SUÍNO VIVO SEGUE EM ALTA, MERCADO DE SOJA APRESENTA DISTORÇÃO NOS PREÇOS
Clique para Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS LIDAS

To Top