cidade-adm-4
Notícias

MPMG CUMPRE MANDADOS QUE APURAM IRREGULARIDADES NA OBRA DA CIDADE ADMINISTRATIVA

MPMG CUMPRE MANDADOS QUE APURAM  IRREGULARIDADES NA OBRA DA CIDADE ADMINISTRATIVA

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) cumpriu 12 mandados de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira, 23, relativos às investigações irregularidades na construção da Cidade Administrativa, sede do governo de Minas Gerais, na capital Belo Horizonte. Três residências e nove empresas apontadas em acordos de delação premiada  foram alvos da operação. As casas  pertencem a suspeitos de operar recursos obtidos de forma ilícita, atuando na distribuição da propina e na lavagem de dinheiro.

Já as empresas podem ter sido utilizadas para fornecer recursos destinados ao pagamento de propina a agentes políticos e públicos, além de lavagem de dinheiro. Um relatório da Polícia Federal (PF) aponta que o prejuízo aos cofres públicos é estimado em R$ 747 milhões. Segundo o documento, a licitação da obra foi dirigida para que um grupo específico de empreiteiras saísse vencedor. A PF também investiga contratações fictícias de empresas que não prestaram serviços.

Além da capital mineira, o MP também esteve em endereços do Rio de Janeiro e São Paulo.  Inicialmente, a obra da Cidade Administrativa foi orçada em R$ 900 milhões, mas o custo real passou de R$1,8 bilhão, conforme o Tribunal de Contas do Estado. Aécio Neves foi associado a um esquema de desvio de dinheiro pelo executivo da Odebrecht, Sérgio Neves em uma delação de 2016. Em maio, a PF indiciou o atualmente deputado federal Aécio Neves no inquérito. 

Outros 11 representantes de empreiteiras também foram indiciados pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, desvio de recursos públicos e falsidade ideológica supostamente cometidas durante a construção da sede do governo, concluída em 2010, último ano do segundo mandato de Aécio. O depoimento do ex-governador mineiro aconteceria no mês passado, mas foi suspenso pelo  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes atendendo a um pedido da defesa. 

Fonte: Estado de Minas

Fique bem informado com as nossas notícias. Acompanhe nossas redes socias:

Facebook
Instagram
YouTube
Whats App

MPMG CUMPRE MANDADOS QUE APURAM IRREGULARIDADES NA OBRA DA CIDADE ADMINISTRATIVA
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Vistos

To Top