Notícias

COFRES DA UNIÃO RECEBEM DEVOLUÇÃO DE 1,3 BILHÃO QUE DEIXARAM DE SER RESGATADOS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

COFRES DA UNIÃO RECEBEM DEVOLUÇÃO DE 1,3 BILHÃO QUE  DEIXARAM DE SER RESGATADOS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Segundo o Ministério da Cidadania, aproximadamente 1,4 milhão de pessoas que tiveram o benefício do auxílio emergencial aprovado não efetuaram saques ou movimentações em suas contas digitais no prazo determinado pelo decreto que regulamentou o recurso. Ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, R$1,3 bilhão que não foram utilizados pelos beneficiários do programa, foram devolvidos aos cofres da União.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, os valores não movimentados pelos beneficiários que tiveram o benefício auxílio emergencial durante o prazo de 90 dias, ou de 270 dias no caso de auxílio emergencial extensão, devem ser devolvidos aos cofres da União, por serem considerados inativos. Já àqueles que fazem parte do Programa Bolsa Família, as parcelas têm o prazo de validade de até 9 meses (270 dias).

O programa que teve seu início em abril do ano passado e beneficiou quase 70 milhões de brasileiros, com R$ 294 bilhões para trabalhadores informais e população de baixa renda para minimizar os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus teve seu encerramento com o depósito da última parcela do benefício em dezembro do ano passado, mas ainda assim, as contas digitais deverão ser mantidas pela Caixa Econômica Federal com o intuito de manter o processo de “bancarização” no Brasil.

Fonte: R7 Economia

COFRES DA UNIÃO RECEBEM DEVOLUÇÃO DE 1,3 BILHÃO QUE DEIXARAM DE SER RESGATADOS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL
Clique para Comentar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS LIDAS

To Top