Apoio de emergência para empresas portuguesas ‘pronto para ir’

Apoio emergencial para Empresas portuguesas lutam com os efeitos da crise dos combustíveis está ‘pronto para ir’.

A manchete do Expresso na verdade diz que está “a avançar agora” – mas o ‘off’ terá que esperar até que o novo governo seja empossado na tarde de quarta-feira.

As porcas e parafusos do plano são créditos fiscais para levar negócios até o final do ano, além de apoio direto aos setores mais afetados pelo aumento do custo dos combustíveis (cerâmica, metalúrgica e vidro, principalmente).

O PM diz-se que “recusou-se a regressar ao regime de lay-off simplificado” – introduzido durante o primeiro ‘lockdown Covid’ – embora este tenha sido o pedido de federações empresariais.

A notícia surge num ‘cenário complicado’, em que O ministro cessante do ambiente e transição energética, João Pedro Matros Fernandes, prometeu recentemente 380 milhões de euros às empresas mais afetadase “quase ao mesmo tempo” o ministro da Economia cessante, Pedro Siza Vieira, descreveu uma linha de crédito de € 400 milhões.

Exatamente quanto e quando as empresas devem receber a ajuda do governo ficará claro ao longo da próxima semana.

De muitas maneiras, as manchetes estão ‘fugindo de si mesmas’: por exemplo, ‘as grandes notícias’ de Portugal e Espanha sendo reconhecidos como uma ‘ilha energética’, com vantagens específicas, viu a Espanha admitir que sem resultados deste “golpe político” será sentida por semanas (três a quatro, pelo menos). Idem para o plano para ver o IVA reduzido no combustível de 23% para 13%. Tudo está se movendo a ‘ritmo de caracol’ para aqueles que mais precisam de alívio.

Segundo o Expresso, embora o governo pretenda aumentar a ajuda às empresas, certamente não é o caso das famílias portuguesas.

READ  “Libertação total da comunidade até Setembro” promete o Primeiro-Ministro de Portugal, numa guerra com o turismo

Além do “Novo apoio social para quem tem mais fragilidades – já aprovado mas sem pormenores” – o primeiro-ministro diz querer “esperar para ver como a inflação evolui (atualmente está em 4,2%). Por exemplo, “ele não pretende aumentar os salários dos servidores públicos mais do que os 0,9% já orçados”.

A ideia do governo, diz o Expresso, é “Restabelecer o poder de compra perdido (das pessoas) somente no ano que vem. O primeiro-ministro deixou esta decisão para o próximo Orçamento do Estado, que terá de apresentar em outubro”.

Isso pode parecer ‘razoável’, mas é claro que não é. Perder poder de compra e ser informado de que será devolvido no próximo ano, em outro orçamento, é um conforto frio para quem não consegue sobreviver em março. custo de vida com baixos salários estão muito bem conscientes.

Outro ponto muito discutível sobre a estratégia do governo é que ainda não conseguiu aprovar um Orçamento de Estado para este ano – e não o fará até pelo menos abril, possivelmente maio.

A realidade é que mesmo com maioria absoluta ninguém pode pôr a mão no fogo e dizer com alguma certeza que um Orçamento de Estado para 2023 ‘apresentado em outubro’ será aceite.

O presidente Marcelo já se pronunciou sobre a composição do novo executivo, dizendo que teria feito “escolhas diferentes” – e várias reportagens na comunicação social apontaram para a absoluta surpresa do ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, ao ser ‘abandonado’ por António Costa aparentemente sem aviso prévio.

Siza Vieira acreditou quase até o momento em que a lista de novos ministros vazou para a imprensa, que ele continuaria em seu cargo – daí sua agenda ocupada preparando mais apoio a empresas com pouco dinheiro, dizem relatórios.

READ  Áreas de baixa densidade em Portugal / Áreas interiores elegíveis para Golden Visa

[email protected]

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
O Porta Voz