Comissário Europeu da Saúde “Infecção Não-Vacinal; o chefe do Conselho Geral de Medicina de Portugal recomenda o contrário

A Comissária Europeia da Saúde, Stella Krikitz, lamenta hoje a “epidemia de pessoas não vacinadas” no tabloide português.

Ela foi levantada diretamente de uma frase semelhante usada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, pouco depois de chegar ao poder neste ano. Mas isso é verdade?

Em Portugal, o chefe do Conselho Geral de Medicina, Miguel Guimarães, diz que não.

Enquanto criava um caso para os profissionais de saúde de que os terceiros jabs de reforço deveriam ser aprovados ‘agora’ – não no inverno – ele disse ao noticiário da SIC TV ontem que “um número significativo de casos” está agora totalmente vacinado. .

Também está “começando a ser notado” que “não uma porcentagem significativa de pacientes internados no hospital com Covit-19 indo para terapia intensiva, mas um número significativo já foi vacinado”.

Como reiterou Guimarães – como muitas no setor de saúde parecem estar circulando – “as vacinas têm prazo. Elas precisam ser fortalecidas”.

“Agora entendemos que é necessária uma terceira dose. Há estudos recentes que mostram que existe uma lacuna na segurança após um determinado período de tempo.

Esse ‘período fixo’ começa “cerca de seis a sete meses após a vacinação”, disse ele ao SIC.

Ou seja, todos os profissionais de saúde que receberam a vacina em dezembro e janeiro deste ano podem já estar afetados por essa quebra de proteção. Na verdade, eles são certamente vulneráveis, então o senhor deputado Guimarães está preocupado.

Ele enfatizou que “os departamentos de emergência ficarão completamente sobrecarregados com a gripe” neste inverno – junto com pacientes com doenças crônicas que não foram devidamente monitorados para infecção e agora estão sofrendo de complicações e procurando campos de emergência “às vezes sérios”.

Algumas autoridades de saúde estão considerando suspender as férias dos funcionários no Natal e no Ano Novo – mas essas pessoas já estão “cansadas”.

Nessa situação, eles não pensaram em ver ‘totalmente protegidos’ da doença cobiçada, o que, segundo Guimarães, foi “um erro” (conforme este texto ia online, veio a notícia de que os assistentes sociais e de saúde agora devem ser reconhecidos em 3º lugar. Booster jabs).

Mas a notícia de que a menor porcentagem da população não vacinada (principalmente crianças com menos de 12 anos) está de alguma forma infectada é uma notícia bizarra.

Na segunda-feira, o UK Telegraph divulgou uma mensagem edificante do Director de Vigilância de Doenças do ECDC (Centros Europeus de Controlo de Doenças) sobre a previsão para este inverno (na opinião de Portugal). Clique aqui)

Ele também acredita que aqueles que dão impulso às “três tendências epidemiológicas diferentes” emergentes em toda a Europa não são vacinados.

Em países onde a percentagem de pessoas não vacinadas é superior à encontrada em Portugal, o vírus ainda exige vacinas – a propagação não foi reduzida o suficiente.

“Aqueles que não são vacinados com mais frequência ficam infectados, haverá mais melhorias na vacina e aqueles que forem vacinados terão um impacto maior”, disse o Dr. Bruno Ciancio ao Telegraph.

Mas, apesar de ter sido vacinado em proporções extraordinárias, a incidência aqui ainda está aumentando. Os boletins diários da DGS saem da caixa verde ‘segura’ devolvida no pico da campanha de vacinação, aproximando-se da área laranja pareada com a vermelha e planejando constantemente a matriz de risco.

Nada está claro – estamos apenas no início de novembro: a longa distância do inverno e todos os seus tradicionais problemas e demandas por cuidados de saúde.

Hoje (3 de novembro), o número de novas infecções em Portugal chega a 1.000 pela primeira vez em semanas. Se espalha para 104,4 casos por 100.000 pessoas; O número de internações hospitalares voltou a aumentar, assim como o número de pessoas em terapia intensiva.

Ninguém aqui culpa quem não foi vacinado – porque, como aponta Guimarães, não foi cortado e secado.

[email protected]

READ  As 30 Melhores Críticas De lei geral de proteção de dados Com Comparação Em

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Porta Voz