“Libertação total da comunidade até Setembro” promete o Primeiro-Ministro de Portugal, numa guerra com o turismo

O primeiro-ministro de Portugal, Antonio Costa, prometeu “libertação total da comunidade” até o final do verão, e as chances de recuperação de um passeio turístico são altas.

Falando hoje no Centro Cultural Belm em Lisboa para comemorar a assinatura de 141 milhões de dólares em projetos de investimento que prometem criar 500 empregos, o Sr. Costa disse: “Podemos ser otimistas sobre o futuro da nossa economia.

“Quem investe em setores gravemente afetados por uma crise como o turismo não deve parar de investir.

“Passada esta crise, Portugal continua a ser o melhor destino turístico dos últimos três anos”.

De facto, outros investidores precisam de se voltar para Portugal na esperança de que “a competitividade do nosso país continue a aumentar”.

O Primeiro-Ministro disse que a AICEP (empresa portuguesa de investimento e comércio estrangeiro) já assinou acordos este ano, que “representam 92% do valor do melhor ano 2019”.

“Estamos em julho e temos muito trabalho pela frente, mas temos a chance de bater o recorde de 2019 em 2021.”

A possibilidade de um golo, reiterou o primeiro-ministro socialista – diz que nos primeiros três meses deste ano assistimos efectivamente a investimentos recordes em Portugal.

Embora agora estejamos “a ver a importância dos fundos europeus”, não podemos esquecer que “com esses fundos europeus, o governo português tem potencial para apoiar o investimento, bem como estes quatro acordos”. Estamos aqui para comemorar. ”

Este é um ‘momento politicamente sensível’ e o Sr. Costa disse: “Não devemos encorajar ou subestimar o enorme esforço do investimento privado. Pelo contrário, devemos ser gratos.”

“Todas as previsões para o crescimento da economia portuguesa este ano são de que a nossa economia cresça 9% entre 2021 e 2022”, continuou.

Com a aceleração do programa de vacinação do país, tudo isso permitirá aos cidadãos “ver o fim do verão e enfrentar o momento mais importante de esperança e liberação total para um sistema imunológico de rebanho”.

Mestre em manobras políticas, o Sr. Costa soube apresentar a imunidade coletiva (o potencial de divisão de especialistas) e o investimento empresarial como forma de empoderar Portugal.

Parece que pela primeira vez em muito tempo o chefe de estado do país “viu a luz no fim do túnel”.

[email protected]

READ  As 30 Melhores Críticas De mágico vento Com Comparação Em

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

O Porta Voz