Novos radares em julho

Em um comunicado, RESPOSTA Explica que dos 25 novos locais de controle de velocidade (LCV), 14 são radares de velocidade instantânea e 11 são radares de velocidade média.

Noutros locais, serão instalados radares no IC2 (Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro), A29 (Santa Maria da Feira, Aveiro, e Vila Nova de Gaia, Porto), IC1 (Santana da Serra, concelho de Ourique). , distrito de Beja), IP3 (Coimbra), EN18 (Évora), EN 125 (Albufeira, Faro), EN 6-7 (Carcavelos e Parede, em Cascais), IC17 (Loures), A43 (Campanhã, Porto) e IC1 de (Poceirão e Marateca, em Palmela-Alcácer do Sal).

Os locais dos novos radares (37 a instalar em setembro de 2023 e 25 a 6 de julho) foram selecionados com base no excesso de velocidade registado nesses locais, o que se revelou relevante para a elevada sinistralidade, explicou a ANSR.

Nestes locais, 115 pessoas morreram nos últimos cinco anos, uma média de 23 por ano.

Para os 37 radares que entraram em funcionamento em setembro de 2023, onde foram instalados, as autoridades registaram três mortes, “significativamente menos” do que a média dos últimos cinco anos, adianta a ANSR.

No geral, o sistema SINCRO, em funcionamento há oito anos, registou uma “redução significativa” de acidentes onde os radares foram instalados: 36% menos acidentes com vítimas, 74% menos mortes, 44% menos feridos graves e 36 % menos ferimentos leves.

A ANSR lembra que onde foram instalados os novos radares registou-se “uma redução média muito significativa” (cerca de 90%) no número de veículos em excesso de velocidade face às medições feitas antes da sua instalação, tendo sido reportadas as maiores reduções. EN101 em Guimarães, EN206 em Fafe, IC2 em Coimbra, IP7 (Eixo Norte Sul) e IC17 (CRIL) em Lisboa foram observados em troços cobertos por radares.

READ  As 30 Melhores Críticas De toalhas Com Comparação Em

Com a instalação desses radares conseguimos aumentar o número de veículos fiscalizados. Nos primeiros cinco meses deste ano, em todo o sistema SINCRO, foram fiscalizados 92.402.878 veículos, o que representa 1,8 vezes mais que os 51.461.809 veículos fiscalizados no mesmo período do ano passado.

Na nota, a ANSR lembra que tem adoptado uma política de total transparência na localização dos radares, divulgando antecipadamente os locais de instalação destes equipamentos, “aumentando a capacidade dos radares em salvar vidas, ou seja, seguindo o comportamento correcto”. Roda”.

Neste sentido, a taxa de violação (número de licenças/número de veículos fiscalizados) dos radares de velocidade sempre foi baixa – 0,55% em 2018, em comparação com outros radares não publicitados, o que representa menos de seis veículos. Cada 1.000 foram testados.

A taxa continuou em queda, atingindo 0,29% nos primeiros cinco meses de 2024.

“A redução dos acidentes, a redução de 90% no número de veículos em excesso de velocidade nas áreas cobertas pelos radares, a duplicação do número de veículos fiscalizados e a redução pela metade do índice de infrações comprovam inequivocamente a eficácia dos radares da cidade. contribuindo para a causa maior de salvar vidas”, diz ANSR.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
O Porta Voz