Portugal multou mais de 3.000 passageiros e dezenas de companhias aéreas por não cumprirem as regras de entrada COVID-19

O Ministério da Administração Interna (MAI) de Portugal revelou que centenas de passageiros e dezenas de companhias aéreas foram multadas nos últimos dois meses por tentarem voar para Portugal sem fornecer um resultado negativo no teste COVID-19.

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, anunciou no início do ano passado que, desde 1 de dezembro, todos os viajantes que pretendam entrar em território português, especialmente os provenientes de zonas altamente afetadas teria que fazer o teste para o vírus.

As autoridades exigiram que todos os estrangeiros fossem submetidos a um teste rápido de antígeno dentro de 48 horas ou a um teste de PCR dentro de 72 horas antes da entrada, destacando que o processo de teste deve ser concluído em condições laboratoriais.

No entanto, nem todos cumpriram esta regra de entrada. Os dados do MIA mostram que, de 1º de dezembro a 6 de fevereiro, as autoridades multaram mais de 3.200 viajantes que não apresentaram resultado negativo no teste de entrada, SchengenVisaInfo.com relatórios.

No mesmo período, as autoridades também multaram 41 companhias aéreas por transportar passageiros que não cumprissem as regras de entrada do país.

Para garantir que todos cumpriam o requisito de entrada ao chegarem a Portugal, o MIA revelou que mais de 1.191.100 passageiros e mais de 2.500 companhias aéreas foram inspecionados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e pela Polícia de Segurança Pública (PSP) de dezembro até início de fevereiro.

Durante essas verificações, as autoridades responsáveis ​​conseguiram detectar um total de 3.273 infrações.

Foi explicado que os passageiros que não cumpriram os testes exigidos receberam uma multa entre 300 e 800, enquanto as companhias aéreas que transportaram passageiros sem resultado negativo do teste COVID-19 válido foram multadas entre 20.000 e 40.000 euros por cada viajante.

READ  Oposição de centro-direita de Portugal conquista liderança nas eleições dias antes das eleições

O requisito de teste de pré-entrada ao viajar para Portugal foi aplicado a todas as pessoas com idade superior a 12 anos.

As autoridades portuguesas confirmaram no início deste mês que o país levantaria a exigência de apresentar um resultado negativo do teste COVID-19 feito antes da chegada. O governo disse que os testes de pré-entrada não serão mais necessários para viajantes que possuam um Certificado Digital COVID-19 válido ou qualquer outro documento equivalente que o país reconheça para viajar.

A decisão de remover a exigência de teste segue a recomendação da Comissão da UE de criar uma abordagem coordenada para facilitar o processo de viagem para aqueles que já completaram seu status de vacinação, bem como para aqueles que receberam uma dose adicional de vacina.

Escolha do Editor:

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
O Porta Voz