Receber! Dicas para começar bem em Portugal

Tendo trabalhado com internacionais que vivem no exterior por mais de duas décadas, vi pessoas fazerem a mudança porque querem ter uma nova experiência, romper com o antigo ou – não tão comum, mas ainda válido – sentem um puxão.

Há muitas razões pelas quais as pessoas fazem a mudança para um país estrangeiro. Quer optem por ficar a tempo inteiro ou a tempo parcial, estão motivados a fazer as malas e começar de novo.
Outras razões são: eles querem sair de algo, deixar algo para trás ou não se sentir mais em casa em seu país atual. Eles se mudam porque parece ser um lugar ideal para a aposentadoria, eles vão por causa do trabalho, amor ou razões econômicas. Muitas vezes por causa do clima, e também há quem se deslocou por coincidência porque estava de visita e decidiu ficar.

Então, você está aqui agora… O que acontece a seguir?

Este novo começo é também um caminho para descobrir muitos novos começos.

Romper com o velho e começar de novo é uma grande oportunidade para se redefinir e se redescobrir. Simplesmente porque você será desafiado! Você será puxado para fora da sua zona de conforto em grande momento. Não só porque você tem que tomar todos os tipos de novas decisões sobre muitos tópicos diferentes diariamente, você também não tem sua rede calorosa de amigos e familiares ao seu redor para apoiá-lo.

Embora muitas pessoas gostem da mudança e estejam se divertindo, também há muitas pessoas que lutam com os muitos fatores inesperados que enfrentam. Essas são coisas que eles não poderiam prever que aconteceriam porque são parte do grande desconhecido. No final, eles só sabem quando sabem!

Estou compartilhando dicas e insights para sua viagem ao exterior, para que você não precise reinventar a roda. Vá em frente, pegue o que você precisa.

Dores de expatriado? Reinvente-se!

Estas são dores emocionais causadas pela realocação. Você pode reconhecer que está sofrendo com eles quando estiver experimentando qualquer um dos seguintes:
Lutando para descobrir como viver uma vida com propósito.
▪ Dificuldade em se adaptar à nova cultura.
▪ Lidar com a ansiedade, problemas de relacionamento, problemas de saúde, saudades de casa, perda de direção.
▪ Dificuldade em superar contratempos.
▪ Experimentar sentimentos de saudade, solidão ou isolamento por longos períodos de tempo.

Tudo em sua nova vida é diferente! Você não é a mesma pessoa que costumava ser; você foi esticado para fora de sua zona de conforto. Além disso, você tem que reinventar a si mesmo e seus relacionamentos.

Uma vez que você percebe que Expat Pains faz parte do seu estilo de vida escolhido, é possível cuidar de si de uma forma nova e diferente.

Aqui estão as minhas quatro melhores dicas para uma vida feliz em Portugal

1. Construir comunidade

Pesquise online, junte-se a um clube, pergunte por aí. Há muitas pessoas que estão procurando construir um círculo significativo de amigos. Experimente! Tome seu tempo e, mais cedo ou mais tarde, você encontrará sua nova ‘pessoa de referência’ ali mesmo. Pode ser assustador, pode falhar, mas é o caminho a seguir.
A primeira pessoa que você pode não necessariamente se tornar seu amigo para sempre. Eles podem ser simplesmente um trampolim, alguém para tomar um café. Assim como você pode se tornar um trampolim para outra pessoa no futuro. Mas esse é um risco que você precisa correr. Sair para conhecer novas pessoas desafia você a se aproximar em vez de se retirar. Este é o lado positivo: você está aprendendo a se cercar de seu tipo de pessoa.

READ  A passagem de ano na Madeira não é cancelada

2. Construa novas tradições

Planeje sua semana com atividades e repita-as no mesmo dia nas semanas seguintes. Essa repetição dará estrutura e você estará construindo novos caminhos de piloto automático em seu cérebro que ajudam a deixar seu sistema nervoso à vontade.
Seja qual for a estrutura que você criar, mantenha-a por vários meses e, lentamente, você descobrirá que criou uma bela estrutura de tradições que funcionam como uma espinha dorsal para você se sentir bem na sua pele.

Mudar para o exterior é emocionante e divertido, mas esteja preparado!

3. Fique conectado

No início, você frequentemente terá ligações com amigos e familiares porque tudo é excitante e novo, mas, com o tempo, você pode começar a pular ligações e se tornar desleixado ao manter a conexão. A grande armadilha com isso é que você realmente cria uma distância, uma lacuna que é mais difícil de preencher quanto mais dura.

O poder da conexão em uma base frequente é que você fica na área de comunicação sutil, onde as pessoas podem sentir quando algo está errado. E também, onde as pessoas se sintam convidadas a compartilhar seus altos e baixos. Esse tipo de comunicação se perde quando você está menos em contato. Você pode se perguntar que tipo de vínculo você gostaria de manter com a frente doméstica ao longo dos anos.

4. Encontre seu novo propósito

Neste novo capítulo de sua vida, é emocionante encontrar algo com propósito para fazer, seja se concentrar na alegria em geral ou descobrir o que você deseja experimentar, criar, manifestar ou contribuir na vida. Talvez você queira experimentar mais criatividade, vitalidade, amor, pertencimento, impacto ou realização em sua vida. A vida está acontecendo agora! Esta é uma ótima oportunidade para focar sua atenção no que é mais importante para você. Por que não usar esse tempo para descobrir o que vale a pena sair da cama pela manhã?

Todos se estabeleceram no exterior? A montanha-russa para a vida dos seus sonhos

Um novo país muitas vezes traz novos desafios; aprender um novo idioma, adaptar-se a uma nova cultura e encontrar seu caminho enquanto tem sua rede de segurança em outro país pode ser um desafio.

READ  Presidente de Portugal Ele convocou uma eleição rápida no dia 30

Alguns recém-chegados veem essa aventura como um desafio alegre e conseguem passar sem esforço pelas curvas de aprendizado de construir uma nova vida em seu novo país.

Os seguintes fatores podem desempenhar um papel nessa transição suave:

  • Pessoa A pessoa já está familiarizada com a cultura ou idioma devido a visitas anteriores.
    ▪ Eles reuniram informações em um estágio anterior e têm uma visão clara de onde querem se estabelecer e o que precisa ser feito.
    ▪ Eles recebem ajuda de amigos ou familiares que já fizeram a mudança, o que pode incluir a chegada a uma rede de apoio já estabelecida de pessoas com ideias semelhantes.

Outros recém-chegados que não têm uma rede funcional podem passar por estresse por causa dos muitos contratempos e obstáculos que estão enfrentando. Eles não previram que sua mudança poderia ser tão desafiadora. Eles estão cientes de que precisam de apoio em muitas áreas diferentes, mas não sabem onde encontrar o tipo certo de ajuda. Além disso, a diferença de cultura e idioma pode piorar as coisas.

Mudar para o exterior é emocionante e divertido, mas esteja preparado!

Trabalhando como life coach para internacionais que vivem no exterior, reconheço cinco estágios diferentes pelos quais os internacionais podem passar ao mudar de país.

Eu gostaria de dar alguns insights e dicas práticas sobre como navegar no seu caminho a seguir. Espero que ajude você a entender que, seja qual for a montanha-russa emocional em que você se encontre, você não está fazendo nada de errado, é apenas parte do processo.

Mover países ou continentes é um grande passo que muitas vezes vem com muitas emoções fortes. Quem dá o grande passo de se mudar para o exterior e mergulhar em uma nova cultura passa por isso, seja tropeçando ou dançando.

As cinco fases diferentes de mudança de país ou continente

Dependendo da sua situação, você passará pelas diferentes fases com pouca ou muita facilidade. Além disso, não há cronograma definido para nenhuma das fases.

1º – Lua de Mel: Adoro isso aqui!

Você está gostando muito de morar aqui e ter todas as vantagens ao seu alcance: um clima quente, belas praias, ar puro, espaço, baixa taxa de criminalidade, vida acessível e possibilidades ilimitadas de sair para beber e jantar ou jogar golfe.

2º – Choque: O que eu fiz?

Você se vê sendo tirado da sua zona de conforto em grande momento, pois tudo parece mais difícil do que você esperava. Viver aqui acaba sendo muito diferente do que quando se visita.
Lidar com fornecedores de serviços públicos ou tarefas administrativas, por exemplo, pode ser bastante desafiador. São essas pequenas coisas com as quais você tem que lidar, e isso te cansa. Sua excitação está lentamente se transformando em sentimentos de choque.

Enquanto isso, você começa a sentir falta das pessoas que estão perto de você em seu país de origem. Talvez você também sinta falta de algumas rotinas que gostava em sua vida anterior.

READ  Aviso de viagem: bagageiros em aeroportos e trabalhadores terrestres em greve - Portugal

3º – Ajustamento: vontade de encontrar um caminho

Você tem mais experiência agora e sabe melhor como lidar, por exemplo, com prestadores de serviços como técnicos, eletricistas, jardineiros ou construtores.

Até agora você descobriu como funciona a máquina bancária, onde comprar seus mantimentos e onde você pode encontrar pessoas que pensam como você. Você até construiu algumas amizades.

4º – Aceitação: Eu posso descobrir isso

Você aprendeu muitas coisas novas, encontrou uma maneira de lidar com os desafios que enfrenta e está realmente se sentindo fortalecido. Quando se trata de novos desafios, você pode abordá-los de maneira diferente e aceitá-los como “parte do charme”.

5º – Compromisso: Eu escolho isso!

Talvez você tenha aprendido a falar o idioma, faça parte de sua pequena comunidade e tenha construído uma rede de pessoas que pensam da mesma forma. Você também encontrou uma maneira de manter contato com seus amigos e entes queridos que moram no exterior. Você estabeleceu uma rede de segurança em ambos os países. Basicamente, você se sente bem com as escolhas de vida que fez.

Passar por essas fases, no entanto, não é necessariamente um caminho linear, mas saber sobre sua existência lhe dá alguma compreensão sobre os sentimentos que você pode ter no processo.

Se você se sentir sozinho, entre em contato

Se você se sentir solitário, a melhor maneira de lidar com isso é estender a mão em vez de se retirar. É hora de sair da sua zona de conforto. Comece perguntando a si mesmo o que é que você precisa agora. Seja curioso sobre as respostas que surgem.

É ter mais momentos de conexão com os outros? É participar de uma atividade em grupo?

Está ficando ao ar livre na natureza? É o movimento físico para drenar as emoções que estão presas em seu corpo? É uma semana mais estruturada com momentos onde você pode socializar com os entes queridos ou talvez fazer novos amigos?

Por que o autocuidado é tão importante

Tome uma atitude. Entre em contato com a pessoa que você deseja conhecer e agende uma reunião, entre online e inscreva-se no curso que você desejava participar. É assim que você aumenta seu nível de autocuidado. Sempre que identificar uma necessidade, fique curioso para saber como você pode se fornecer a solução.

Importante saber é que você não está sozinho! Muitos estrangeiros que vivem no exterior experimentam sentimentos de solidão de tempos em tempos. Cuidar de suas emoções é uma coisa poderosa. Olhe para isso como uma nova habilidade para aprender.

Ria van Doorn

|| [email protected]

Ria van Doorn é life coach para internacionais que vivem no estrangeiro e fundadora do Expat Centre Portugal.

www.expatcentreportugal.com

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
O Porta Voz