Portugal conquistou o seu primeiro pódio de corrida FIS

Portugal participou em algumas das competições mais importantes do mundo, como os Jogos Olímpicos de Inverno e os Campeonatos Mundiais de Esqui Nórdico. Teve até alguns atletas recreativos treinando para corridas populares como Birkebeinerrennet ou Vasaloppet. Mas almejar um lugar no pódio nunca foi uma possibilidade.

Mas os tempos estão a mudar e um triatleta português que acaba de se converter ao esqui de fundo está a desafiar o o status quo. José Cabeça começou a treinar esqui de fundo há apenas dois anos, mas conseguiu ser o primeiro atleta português a conquistar um pódio na Grécia, na região de Vitsi Florina. Ele foi segundo na prova de 10km livre e terceiro na competição clássica de 10km.

A Cabeça já tinha estado presente nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, conquistando o melhor resultado de sempre para Portugal. Mas isso foi apenas o começo para ele porque o atleta português está mirando alto, com a ajuda de seu treinador Ragnar Bragvin Andresen. A ProXCskiing conversou com o atleta português para entender como ele trabalha em direção aos seus sonhos.

Parabéns por esta conquista. Como foram as corridas e o que esses resultados significam para você?

“Muito obrigado. Esses resultados significam muito para mim. As duas corridas foram realizadas na Grécia, e ambas (clássica e patinação) tiveram percursos muito difíceis e montanhosos. Percorremos 10 km, com ganho de altitude de 700 metros e a linha de chegada foi a 1850 metros de altitude. O principal desafio foi lidar com a técnica em estilo clássico porque tenho menos experiência com esta técnica quando uso patins.”

Depois de um desempenho tão bom, quais são seus objetivos para o inverno?

“Meu principal objetivo para o inverno é continuar melhorando minha técnica e, graças a isso, melhorar meus resultados, especialmente nas corridas na Noruega e na Suécia, onde a competição é mais difícil. Espero conseguir o máximo de pontos FIS durante o inverno que conseguir durante o verão. E, claro, meus maiores objetivos são poder começar as corridas da Copa do Mundo e do Campeonato Mundial em um nível competitivo.”

READ  Portugal contrariando a tendência da UE - The Portugal News

Você também é um triatleta. Como você equilibra o treinamento para ambos os esportes?

“Durante o verão, tento fazer cerca de três sessões de rollerski por semana porque o número de sessões específicas necessárias para o triatlo é alto. No entanto, às vezes isso não é fácil de fazer. Por exemplo, no mês passado, tive menos sessões de patins porque precisava me preparar para o Campeonato Mundial de Triatlo. Mas, com a ajuda do meu treinador Ragnar Bragvin Andresen, estou ficando mais experiente e fica mais fácil encontrar o equilíbrio.”

Como é viver e treinar em Dubai? Como os locais reagem quando vêem você treinando?

“Meu treinamento em Dubai está muito bem estruturado devido às excelentes condições de treinamento que a região tinha. Dubai tem todas as infraestruturas necessárias para treinamento de alto nível, e muitos habitantes locais demonstraram interesse pelos esportes de inverno. Meu empregador é meu principal patrocinador e está muito interessado em atividades de inverno. Ele até esquia alpino toda vez que encontra a oportunidade.”

Como é a relação com Portugal? Você encontra apoio lá?

“Desde a minha qualificação para o Campeonato do Mundo, o apoio da Federação Portuguesa de Desportos de Inverno e do Comité Olímpico Português tem sido muito bom. Mas em relação ao apoio financeiro, meu único patrocinador é meu empregador em Dubai, que torna esse sonho possível.”

Por fim, como foi sua experiência treinando em Holmenkollen com seu treinador?

“Treinar em Holmenkollen, e mais especialmente com meu treinador Ragnar Bragvin Andresen, foi a melhor decisão que eu poderia tomar. Sem o apoio deles, teria sido impossível melhorar minha forma tanto quanto fiz em apenas dois meses de treinamento. Mas o trabalho está apenas começando. Temos quatro anos até a próxima Olimpíada, onde quero competir no mais alto nível”.

READ  COP26: Como Portugal Leva à Prevenção de Desastres Climáticos - Glasgow, Reino Unido

José Cabeça propôs-se um projeto muito desafiante. Ser um esquiador de fundo de uma nação que quase não tem neve e principalmente não tem tradições de esportes de inverno. Mas ele tem grandes ambições e continua encontrando motivação para melhorar sua forma e técnica e alcançar seus objetivos.
















Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
O Porta Voz